Dieta Dukan – minha experiência

Oi pessoal,

Eu acabei de largar a dieta Dukan. Aguentei mais de 30 dias sem dar uma escapadinha e emagreci exatos 4 quilos – um resultado impressionante para um período de tempo muito curto. Estou muito feliz com meu peso atual, já faziam muitos anos que eu não via este número na balança. Ainda faltavam mais 3 quilos mas não aguentei mais. A dieta Dukan é eficiente para eliminar quilos, porém não é fácil de manter pelo tempo recomendado. 30 dias sem carboidrato nem doce nem gordura parece bastante – mas ainda faltavam mais 30 dias na fase de cruzeiro e mais quase 60 dias na fase de consolidação.

A dieta dá bastante trabalho, sem falar que os ingredientes são todos muito caros. Precisei cozinhar quase todas as minhas refeições e nunca podia comer nada que não fosse da minha sacolinha. Era muito chato ir aos eventos sociais e não poder comer nada. O meu humor foi afetado pela falta das corridas, dos carboidratos, do vinho, dos doces e da reclusão forçada (preferia ficar em casa, mais fácil pra preparar minha comida). Achei que viraria o demônio da Tasmânia, mas até que não ataquei ninguém nem fui parar na cadeia (nem no hospício). Aguentei até quando deu e aí desisti.

Tasmanian Devil Facing Disease Crisis

Posso dizer que aprendi lições importantes com essa dieta: aprendi a beber bastante água, a comer salada e evitar os doces. Aprendi a usar tofu e itokonnyaku pra economizar calorias. E tenho certeza de que será fácil preparar os jantares sem carboidratos. Outra lição valiosa é ter sempre lanchinhos saudáveis e magros à mão. Nada de apelar para os snacks gordinhos e pouco saudáveis que estão em todos os lugares.

Outra lição valiosa: mesmo com a dieta Dukan (quase sem carboidratos), os exercícios são essenciais – a caminhada diária é obrigatória, era só ficar uns dias sem caminhar e a perda de peso empacava.

Vou usar as lições aprendidas e tenho certeza que conseguirei detonar esses 3 quilos que faltam com alimentação balanceada, musculação, corrida e dança. A dieta Dukan foi um bom início, fiquei empolgada e tenho certeza que agora vou conseguir atingir meu objetivo.

Agora sim o bicho pega!

Abração e até a próxima.

Ah segunda-feira…

Oi pessoal,

garfield

Sabe aquela segunda-feira pós feriado em que você acorda meio zureta e precisando de uns feriados extras pra se recuperar? Pois é. Meu dia ontem foi assim.

Cena 1: Correndo pra fazer uma panqueca de farelo de aveia da dieta Dukan (já atrasada, claro), pego um ovo na geladeira e  deixo o desgraçado escorregar da minha mão. Espatifou dentro da geladeira, entre as prateleiras. E escorreu pro chão. Meleca total. Tempo previsto: 2 minutos. Tempo gasto nesse dia: 30 minutos pra lavar as prateleiras, o chão e ter certeza que todo cheiro de ovo se foi. E ainda fazer a panqueca.

Cena 2: Começo a fazer minha maquiagem (já mais atrasada por causa do fiasco da panqueca). Abro a máscara maybelline falsies e a proteção da borda da embalagem se solta. Minha mão fica toda melecada e acabo manchando meu rosto também. Detalhe: minha máscara é a prova d’água. Limpo tudinho com demaquilante e procuro outra máscara porque não consigo dar um jeito na desbocada naquela pressa.  Tempo previsto: 5 minutos. Tempo gasto: 15 minutos, mais 5 minutos tentando arrumar a maquiagem mal feita até finalmente desistir e ficar assim mesmo.

Cena 3: Correndo pra me vestir (já mais atrasada e com a maquiagem meio bagunçada), a porta de correr do meu guarda-roupa EMPERRA. Não consigo abrir pra tirar as roupas de lá. Tiro umas roupas do varal pra passar – ainda bem que elas estavam lá. Tempo previsto: 2 minutos. Tempo gasto: 30 pra tirar todas as roupas do varal, escolher uma que eu queria vestir, passar a roupa, perceber que não queria mais essa, passar outra, não gostar mas vestir essa mesmo porque não tinha mais opções no varal.

Cena 4: Correndo pra pegar o elevador (o atraso já não é mais relevante, não vou poder evitá-lo então o jeito é se conformar). Até que ele vem rápido mas para no oitavo (eu moro no décimo quarto). Uma senhorinha entra com várias sacolas, demora um tempão pra colocar uma por uma. Ofereço ajuda mas ela recusa – melhor assim “demorandinho”. Dou de ombros, abraço o atraso e vou pro meu carro.

Cena 5: trânsito inacreditavelmente LIVRE ! Eu não me atrasei !!

Conclusão: Abrace o atraso que as vezes ele te larga! 😀

Conclusão 2: Bem que o fim-de-semana poderia ter 3 dias.

Conclusão 3: obviamente não sou profissional autônoma. 🙂

Abração!!

Calçadas esburacadas

Oi pessoal,

rally_urbanoEstou na fase cruzeiro da dieta Dukan e o exercício recomendado é caminhada. Não dá muito certo fazer exercícios mais pesados pois nesta fase não podemos ingerir carboidratos – tentei fazer musculação, até dá mas depois vem uma fadiga muito forte. Melhor deixar pra próxima fase, falta pouco.

Hoje decidi caminhar na rua, afinal o dia está lindo e ensolarado. Caminhei por 50 minutos nas ruas próximas ao condomínio onde moro e notei que São Paulo não gosta muito de pedestre… nem de motoristas, passageiros de ônibus/metrô/trem/táxi e ciclistas.

Mas o assunto hoje são as calçadas e os pedestres.

As calçadas estão esburacadas e sujas. Há trechos, como na Av. Washington Luis, em que o lixo fica espalhado pela rua. O estado de abandono é absurdo. Meu bairro é bastante arborizado e quando não tropeçamos em lixo, tropeçamos em folhas e galhos caídos há tempos.

Não foi nenhuma surpresa constatar que as áreas verdes que levam a plaquinha “conservada pela prefeitura de São Paulo” são as mais abandonadas.

Como a situação não é das mais agradáveis aos pedestres, é muito difícil ver outras pessoas caminhando também. Levando em consideração os problemas de segurança que enfrentamos, dá MUITO medo ficar circulando por aí em ruas ermas. 

E as vezes nem tem calçada pra gente passar ! Temos que ir pro meio da rua correr o risco de atropelamentos.

Fico imaginando como os cadeirantes fazem pra circular por aqui. Deve ser impossível.

São Paulo merece muito mas MUITO mais. Uma pena !!

Abraço e até a próxima.

Como é duro seguir uma dieta!!

Oi pessoal, 

raiva3

Fui a um piquenique no fim-de-semana e eu não podia comer ABSOLUTAMENTE NADA do que foi servido. A dieta Dukan é péssima para vida social porque não podemos comer nada e é um saco ficar lá olhando todo mundo se deliciando com aquelas gostosuras e você lá só olhando, se controlando pra não deixar escapar nenhuma babinha no canto da boca. 

A  minha estratégia é fazer uma farta refeição com alimentos permitidos antes de chegar nesses eventos, assim não sofro tanto. Não pode ser um lanchinho só pra dar uma disfarçada, precisa ser uma comidinha gostosa pra eu não sentir falta do carinho que a comida traz. Assim não vou me sentir tão triste quando todos os outros estiverem sendo acariciados pelas gostosuras cheias de açucar, farinha e gordura (ah sinto falta delas!!). 

Acabo chegando um pouco atrasada aos eventos – mas acreditem, é melhor para todos que eu me alimente antes. Vocês não vão querer o surto de uma mulher numa dieta sem carboidratos e de barriga vazia! Ainda mais quando todo mundo começa a te oferecer comida, a insistir até você ter que falar da dieta (a gente evita falar porque o povo olha com aquela cara de, vamos dizer, estranheza) e bingo – lá está a tal cara. As pessoas não fazem por mal mas o comportamento é inevitável. E eu vou ficando com uma cara de poucos amigos e ela vai piorando cada vez que alguém fala comigo.

Esta é a parte mais difícil da dieta, a interação com os outros  – principalmente os que estão mais próximos. Sempre esperamos que eles nos deem o maior apoio e nos frustramos quando eles se mostram pouco interessados em cooperar. E muitas vezes até sabotam. Mas a decisão de fazer a dieta é nossa e de ninguém mais. É uma luta contra todos e contra si mesmo. Por isso não espere contar com a ajuda dos outros, só vai funcionar se encontrarmos a determinação dentro de nós mesmos…

TÁ DIFÍCIL !! Mas ainda estou decidida a continuar… 

Abração!

 

Tofu Wars

Oi pessoal!

Sigo firme e forte na dieta Dukan, já se foram quase 3 quilos em 3 semanas. O pior inconveniente da dieta é ir aos restaurantes – principalmente nos dias de proteína. No dia da minha saga atrás do ito-konnyaku enfrentei 2 horas de transporte público (trem, ônibus e metrô) até a Liberdade e cheguei verde de fome. E era dia só de proteína… não poderia nem comer uma saladinha.

Achei um restaurante por quilo, entrei e vi que eles tinham tofu mas só tinha um pouquinho! Ouvi a moça atrás de mim na fila comentando que queria tanto comer tofu e fiquei com vergonha de rapar a bandeja… Estava naquela dúvida, será que pego tudo, será que não pego quando senti minha barriga roncar. Entendi aquilo como um pronunciamento da mesma, já me ameaçando:  OU ME DÁ COMIDA OU EU VOU DAR UM CHILIQUE !!! Achei melhor obedecer – RAPEI a bandeja, peguei tudinho. Olhei rapidamente e a moça estava raspando a bandeja pra tentar pegar um restinho… AI QUE MAL ! Mas eu tinha chegado primeiro certo? A moça até olhou pra mim como se fosse reclamar mas acho que fiz uma cara de mulher faminta e sem carboidrato há dias – Isso é o equivalente a uma TPM das brabas! – que ela até desistiu… eheheh sábia decisão!!!

Completei o prato com saladinha e salmão grelhado. E refri diet, permitido na dieta. Pra aplacar o peso na consciencia, avisei a moça do caixa que o tofu havia acabado.

Estou parecendo o Golum, aquela criatura do Senhor dos Anéis. Hora quero ser gentil e dividir o tofu hora quero atacar quem se atrever a avançar no meu  “precioso” alimento. Ai mulheres em dieta…

Cuidado, não avancem no meu tofu ! E desculpem qualquer coisa eheheheheheheheheh

foodwar

Abração !!