Novas velhas expressões

Oi pessoal,

 

Todo mundo estava falando do Ceagesp na semana passada por causa dos protestos violentos contra a cobrança do estacionamento – aí notei que os jornalistas passaram a falar “a” Ceagesp, então a partir daquele momento passou a ser A GEAGESP okay? Tá bom que CEAGESP quer dizer Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo e companhia é feminino então faz sentido ser A CEAGESP mesmo. Só que pra mim ainda soa estranho, passei a vida toda ouvindo diferente.

 

Vai ver é um lance meu né? Mas me incomoda um pouco as expressões antigas sendo alteradas ainda que seja para corrigí-las. Expressão precisa fazer sentido? Devemos parar de dizer “pois não” quando queremos ajudar alguém só porque a expressão não é muito lógica? Eu sou a favor das expressões como sempre foram. Linda de morrer virou linda de viver (culpa da Hebe Camargo). “Risco de vida” passou a ser “risco de perder a vida” – não é risco de morte porque essa palavra é mau agouro.   Até os jogos paraolímpicos mudaram! Agora se diz jogos paralímpicos. Paralímpico soa bem menos legal que paraolímpico na minha cabeça. Ah sou das antigas mesmo.

Fico imaginando no futuro eu falando dessa forma antiga e os jovens olhando pra minha cara e pensando, nossa como essa vovó fala estranho.

Pensando bem, isso já acontece né? Quando eu me refiro a filmes de DVD como “fita” e a jogos de vídeo game como “cartucho”, pó de arroz ao invés de pó compacto, rímel ao invés de máscara (esta vai ser difícil de mudar), quando falo de filmes como flashdance, xanadu, dirty dancing, footlose, ruas de fogo, enfim, sempre tem alguém com menos de 30 olhando pra minha cara segurando a risadinha (ou as vezes rindo na minha cara mesmo, dependendo do grau de intimidade e/ou de insolência).

Pelo menos já parei de falar rouge no lugar de blush e já aposentei a vitrola…

ficando velho

teste de idade

VOCÊ ESTÁ FICANDO VELHO - ZORRO

Arráááá !!! não estou só na velhice né ????? AHAHAHAH

Abração!!

Anúncios

2 comentários sobre “Novas velhas expressões

  1. Esta merda, oh desculpe, esta defecação de politicamente correto enche o saco.
    Favela virou comunidade. Até parecer que os gatos elétricos, esgoto a céu aberto e pobreza desapareceram para os favelados, ups desculpe de novo”, comunidadelados.

    E a expressão “faísca atrasada” mudou para “caiu a ficha”. A ficha nem existe mais, mas a faísca sim, mesmo que atrasada.

    Quanto a fita Kasset e a Bic foram feitas um para o outro. Só quem viveu nesta época sabe a importância da união deles.

    Bjs

    PS: Sua ordem pedido foi atendida rssss. Continuação JÁ postada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s