Eu tenho… você não te-em!! (buá não tenho, não tenho)

Oi pessoal,

Vi uma foto na internet que me fez lembrar daquela propaganda. Aquela. Vocês lembram? Tesoura do Mickey da Mundial?

Cá está a foto:

wallpaper winds desktop change gallery

Todos tem ventilador, menos eu !!! Acho que ele está tirando uma onda com a minha cara…

E eu estou na busca ainda! já recebi umas dicas de onde procurar, no fim-de-semana a busca recomeça.

EBA, fim-de-semana hein ??? Aí sim !! Muita praia, piscina, sol, ar livre para todos!!

Abração !!

 

Anúncios

Tudo por um ventilador!

Oi pessoal,

sigo na luta por um ventilador.

Capítulo 1: 

Dezembro – Meu pai vai dormir em casa e pergunta onde estava o meu ventilador. Eu pensei, ué, não tenho! pra que? tem a janela e tem ventinho. Expliquei isso pro meu velhinho que não gostou nada e acho que não volta nunca mais a ser meu hóspede. Nem no inverno.

Capítulo 2:

Janeiro – O calor começa a incomodar mais, já não dá pra trabalhar de casa – melhor ir pro escritório porque lá tem ar condicionado. Como gosto muito do home office, decidi comprar um ventilador. Fui ao extra do panamby, lá sempre tem de tudo. Vi um espaço vazio e lá no fim, um ar condicionado. Perguntei aos vendedores e eles informaram que ali ficavam os ventiladores mas já fazia tempo que eles evaporavam, nem dava tempo de colocar o produto nas prateleiras. Okay, não há de ser nada. Atravessei o rio e fui ao Carrefour. Encontrei um vazio e uma placa – NÃO TEM VENTILADOR. É… o jeito é esperar mesmo.

Capítulo 3:

Fevereiro – minha sogra avisa que já tinha ventilador no extra mas fiquei enrolando pra ir comprar, torcendo pro calor dar uma trégua logo. NÃO HOUVE TRÉGUA. São Pedro deve estar de cabeça quente, fervendo. O Zé Simão diz no rádio que está torcendo pra ser tratado com frieza. Que calor é este Meu Deus ???

Não estou conseguindo dormir direito. A janela aberta não alivia porque não vem um raio de uma brisinha pra aliviar. Cadê o vento? Deve estar de férias, foi pro Canadá acho.

Depois de perder a hora 3 dias seguidos, decidi que já era a gota d’água. Fui ao shopping morumbi – no ponto frio  não tinha ventilador nem climatizador. No Fast Shop tinha um climatizador (nem sabia que existia, parece que é uma opção bem legal e mais fresquinha que o ventilador) mas custava 500 paus. Estava bem fora do orçamento então decidi pensar melhor. Consultei os preços na internet e constatei que TODO MUNDO TÁ COMPRANDO VENTILADOR – portanto o preço está alto em todos os lugares. 500 paus estava compatível com outros sites. 

Nessa minha moscada, o climatizador já era. Voltei na loja e não tinha mais nada!! Aí ainda tentei outras lojas – fui até uma loja chamada Home Cook e só tinham ventilador de teto. Atravessei a rua, fui ao shopping Market Place. Na Americanas só tinha um ventilador rosa da Barbie que eu só não comprei porque era 220v.

Ar condicionado sem chance – primeiro porque é mais caro que o climatizador, segundo que a fiação elétrica do meu condomínio não aguenta esses aparelhos, nem os portáteis.

Conclusão:

Continuar fazendo sauna forçada. E aprender a fazer a dança da chuva.

milhocalor

Abração!!

Reiki

Oi pessoal,

Fui informada por amigas queridas que ontem (15 de agosto) foi o dia internacional do Reiki. Confesso que não sabia então fui procurar me informar – 15 de agosto de 1865 é a data do nascimento de Mikao Usui, criador do Reiki.

Pra comemorar a data (com atraso mas ainda valendo) publico aqui um post do meu antigo blog sobre o Reiki.

O Reiki me faz muito bem – conheci através da minha terapeuta e anjo da guarda Laura Monteiro . É uma técnica de canalização da energia através da imposição das mãos de forma a equilibrar a energia de quem a recebe – com a energia equilibrada a pessoa fica saudável (física e mentalmente).

Tenho dificuldade em tentar explicar o que sinto quando recebo o Reiki – só experimentando pra saber ! Mas posso dizer que sempre sinto um bem-estar incrível, uma paz suprema.

Gosto tanto de receber o Reiki que fui procurar aprender mais. Fiz dois cursos com minha mestra Angela Hosse e passei a aplicar Reiki em mim e nos meus amigos. Aplicar é quase tão bom quanto receber!

Minha mestra Angela Hosse enviou esta notícia sobre o Reiki publicada na revista Galileu, achei muito interessante e decidi divulgar:

Acupuntura e Reiki agora tem explicação científica – clique aqui

Quem tiver interesse em saber mais sobre os cursos, entre em contato com Angela Hosse  (angelahosse@terra.com.br).  Eu recomendo!

Um grande abraço!

Hora de morder a língua!

Oi pessoal,

angryNão sei se é impressão minha mas vocês não acham que o povo está com a língua mais solta atualmente? Talvez por causa das redes sociais, talvez pelo stress que vivemos. É muito freqüente vermos barracos protagonizados por celebridades no twitter. A galera fica felicíssima por poder ter uma linha direta com seus ídolos só que daí pra passar a falar o que quiser é um pulinho. E as celebridades não gostam de levar insultos (muitos pesados e injustos) e respondem sem pensar o suficiente. Aí pronto: barraco virtual.

Vou confessar que é divertido acompanhar os barracos e dramas do Twitter. Acompanhei agoniada um aviso online de tentativa de suicídio que era tudo mentirinha e acabou com a reputação da blogueira que postou essas mensagens. Tem tragédias de verdade que não são nada divertidas mas não acompanhei nenhuma dessas. Aliás, todos os dias aparece alguém que acabou com a própria reputação por causa de uma bobagem postada em alguma rede social ou blog – Vejam vocês o risco que estou correndo aqui !

Me parece que no mundo virtual as pessoas se sentem mais a vontade pra meter a boca e falar qualquer absurdo que não teriam coragem de dizer na cara de ninguém. Principalmente quando se trata de uma celebridade – afinal de contas você não vai encontrar essa pessoa tão cedo certo?

Só que o hábito de criticar é antigo e faz parte do comportamento humano. E de tanto praticar virtualmente as pessoas passam a achar aceitável criticar todo mundo. E tome a hashtag #PRONTOFALEI.

E é tão natural sair criticando os outros ou reclamando de tudo que quando percebo já foi. Posso encontrar exemplos aqui mesmo neste blog, nos meus posts anteriores. E até neste!!! Estou tentando controlar mas o controle requer prática. Eu chego lá!

Dale Carnegie menciona em seu livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas” o seguinte:

“A crítica é fútil, porque coloca um homem na defensiva, e, comumente, faz com que ele se esforce para justificar-se. A crítica é perigosa, porque fere o precioso orgulho do indivíduo, alcança o seu senso de importância e gera o ressentimento.”

Ele também cita Hans Selye (notável psicólogo) “com a mesma intensidade da sede que nós temos de aprovação, tememos a condenação”.

Outras frases ótimas desse livro:

“O ressentimento que as críticas geram podem desmoralizar os empregados, os membros de uma família e os amigos, e ainda assim não melhorar a situação que tem-se condenado.”

“Qualquer idiota pode criticar, condenar e queixar-se – e a maioria dos idiotas faz isso. Mas é preciso ter caráter e autocontrole para ser complacente e saber perdoar.”

Adoro esse livro, leio e releio sempre pra que as idéias estejam sempre fresquinhas. Logo elas se incorporarão ao meu repertório e minha comunicação melhorará muito!

Assim espero! Acho que viver sem criticar nada nem coisa nenhuma é utopia mas reduzir a quantidade já ajuda muito!

O que vocês acham? Críticas são benéficas? Viver sem criticar é utopia? É possível dar feedback de maneira construtiva sempre?

Grande abraço e até a próxima!

a curiosidade matou o gato

Oi pessoal!

a-curiosidade-matou-o-gato

Vocês já ouviram falar desse provérbio do gato que morreu de curioso?

Hoje passamos por umas ruas estreitas com bastante transito – na nossa frente um VUC que tapava nossa visão. Não dava pra ver o que acontecia na frente do VUC, então ficamos esperando o transito fluir.

Logo avistamos uma viatura, depois outra e vários policiais andando na rua de arma em punho – provavelmente perseguindo criminosos. Ficamos nervosas, queríamos sair logo dali porque né, vai que sobra uma bala perdida ?? E o transito não andava.

Então a rua fez uma curvinha e deu pra ver que NÃO TINHA NADA na frente do caminhãozinho. O cara tava só olhando mesmo, curioso. Buzinamos e o cara andou mas estava visivelmente contrariado: queria ficar mais pra ver alguma coisa, talvez aparecer no programa do Datena sei lá !

Todo mundo é curioso, é verdade. Mas alguém me explica por que as pessoas tem esse tipo de curiosidade que as coloca em perigo e não contribui com coisa nenhuma? Se há um acidente na estrada e você não vai ajudar nada, passe direto! A sua curiosidade pode causar outros acidentes.

Vocês também são curiosos? Conhecem alguém que seja? O que será que motiva essa curiosidade? Gostaria de saber a opinião de vocês.

Abraço e até a próxima.